segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Coisas que me fazem confusão.

Faz-me espécie quando há pessoas que tem este tipo de atitude. Estava a ler um post, e lá dizia que     "E se tiveste lá “naqueles” momentos não foi porque te pedi, mas sim porque apareceste, ou não te lembras?"   E inevitavelmente me veio à ideia frases ditas pela minha irmã quando o meu sobrinho nasceu. 

Ela esteve internada 1 mês antes do S. nascer aos 7 meses. Eu fazia todos os dias no mínimo 60km. A resposta dela foi, fizeste, foi porque quiseste! É verdade que fui porque quis, é verdade que era mais fácil para a minha mãe que fosse lá eu todos os dias, do que ela deixar de trabalhar, e passava eu os fds por casa com o meu marido enquanto ela lá ia. Na altura eu estava desempregada, com contas para pagar como a maioria das pessoas, o meu ex-marido massacrava-me para eu arranjar trabalho, porque a situação não era das melhores. A minha resposta sempre foi, que enquanto a minha irmã estivesse internada, iria lá todos os dias, mesmo que tivesse de andar a pão e água. Mas a minha visita nunca lhe havia de faltar.  E assim foi. 

Quando vieram para casa depois de uns dias de internamento (mais do que o normal por razões obvias) a minha Mãe fazia TUDO em casa, lavava roupa, passava,  punha no sítio, limpava a casa, cozinhava , lavava os biberões e esterelizava, e colocava na mesa de cabeceira da minha irmã, para ela não fazer grandes esforços. Um dia a minha Mãe estava a comentar que lhe fazia tudo para ela estar a recuperar mais descansada com uma pessoa amiga.. A minha irmã ouviu,  deu uma resposta que lhe custou caro, "fazes porque queres que eu nunca te pedi nada!". De uma ingratidão... E depois desse dia passou a minha irmã a fazer TUDO, mas nem assim a mola vergou... 

A mim custa-me tanto quando alguém faz alguma coisa com boas intenções, e depois a outra responde com indiferença. A mim custa-me, nada contra! 

Só por causa das coisas deixa-me ir passar a ferro que a Srª D. F. tem ando intertida a limpar tectos e paredes com lixivia, boa para tirar humidade.

3 comentários:

Tânia (Mamã do Santiago) disse...

A ingratidão!

Ela podia nunca agradecer mas tb nao falava assim!Pq doi

Mary disse...

Não ligue existem pessoas mesmo que parece que vivem sozinhas no mundo incapazes de reconhecer que precisam da ajuda dos outros, esse tipo de pessoas são de um pensamento tão mesquinho e ordinário que até dá dó. Fez o que o seu pensamento/coração mandou, que foi ajudar fique satisfeita consigo propria por te-lo feito de livre vontade e passe para trás, faça de conta que a pessoa a quem ajudou não tem a minima noção do que diz por ser extremamente egocentrica.
Beijinho e força para si ;)
ASS: Mary

Percebes?? disse...

Xiiii há pessoas realmente que nem nas más alturas da vida deixam de ser mázinhas(desculpa dizer isto Missblueeyes).
beijinhos