sábado, 10 de dezembro de 2011

Ele é a minha vida.

E é completamente impossível viver sem ele.

Dizem que a pior fase é quando eles andam. Pois eu digo o contrário. Eu adoro esta fase.
Adoro a maneira dele "falar" "Oua", Já está, Mamã, Papã.
Adoro a curiosidade dele, quando se aninha para espreitar o que estamos a fazer.
Adoro dizer-lhe que não, e ele do alto do seu narizito impinado nos olha de lado e calmamente vai com a mão buscar aquilo que nós não deixamos e depois de um segundo não, dá uma gargalhada. Mas mesmo assim não nos liga nenhum e faz o que lhe dá na cabeça. Claro que leva um não mais a sério, quase com a mão a tapar a boca porque as caras que ele faz só nos dá vontade de rir.
Adoro-o!
Amo-o!
Tenho uma paixão por ele imeeeeeeeeeeeeeeeeeeensa.
Ele dá-me vontade de ter já outro.
Um Afonso e mais um Dinis.
Confesso que amava ter/adoptar três (4,5,6) filhos, casa cheia, família grande.
Amo-o de loucura, não sei se já tinha dito...

(P.s E hoje marcho assim em 10m mais uma caixa de 16 ferreros, e antes tinha marchado um mil folhas, e a noite marchou um queijo de cabra gratinado com frutos silvestres! Para a semana tenho que obrigatóriamente entrar de dieta!) 

3 comentários:

ML disse...

:) Que texto delicioso!

Percebes?? disse...

Ahah essa dizem que é a melhor fase. Amor de mãe é lindo. Calminha ai com os ferreros. Força na dieta, não te sintas sozinha:)
beijinhos

Tânia (Mamã do Santiago) disse...

Se para muitos é a fase temida para mim não foi!

E tb já vi que gostamos dos msm nomes, o Santiago teve para ser Dinis e até Salvador!

Agora que venha o Xavier :)