segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Porque um mal nunca vem só!



E quando pensamos que batemos no fundo, afinal a lama ainda consegue aluir mais... Foda-se!!! Desculpem, mas estou descontrolada! Estou oficialmente com uma depressão com direito a anti-depressivos e tudo e recebo um telefonema do meu pai (de Londres), a dizer que quer vir morar comigo para Lisboa (e com o meu marido!!!) até conseguir resolver a situação dele! Nunca vivi com o meu pai, Ele sempre viveu em Inglaterra depois dos meus pais se divorciarem, apenas convivia com Ele nas férias e falavamos semanalmente. Ele sempre foi alcoólico, uns tempos mais assíduo do que outros,  mas sempre recorreu à bebida (aqui está o verdadeiro motivo para ODIAR alcool de que especie for!)! Resumindo, foi apanhado com álcool em Inglaterra, resultado 18 meses sem carta! Um ano já passou mas ainda falta 6 meses!

E Eu perguntava-lhe como se vai sustentar? Vai morar comigo até quando? (Dizia Ele 15 dias!) E não se podia esquecer que a casa e a decisão não é só minha! E que Eu não o posso sustentar! E que em Lisboa Ele não vai conseguir viver com um ordenado de 600.00€! E que Ele tem que se arranjar em Inglaterra! Mas vou dizer a uma pessoa que está tanto ou mais depressiva que Eu que não lhe abro a porta da minha casa, sendo essa pessoa o meu pai? Não falo com a minha Mãe desde o dia 17 de Setembro, porque Ela não me deixou convidar o meu pai para o meu aniversário a 20. Ela até já lhe disse que Ele ia desgraçar a nossa vida! E Eu agora só me lembro destas palavras!

Não sei o que fazer, liguei para a minha irmã e pedi-lhe para Ela falar com um amigo nosso para ver se lhe arranja algma coisa em Londres, porque Eu não sei o que fazer, uma vez que Ele diz que ir para o Norte está fora de questão depois de se ter chateado com a Mãe e os tios dele! Enfim e a minha vida até era calminha, mas por momentos até acho que estamos mesmo em tempos de guerra!

Continuo a não saber o que fazer... Sempre cresci a ouvir que "Bom ou ruim é vosso pai!" Abro a porta da minha casa porque é o meu pai???????

A quem me lê, desculpem o desabafo! Mas sinto-me melhor depois de escrever!

4 comentários:

Tita disse...

Ao ler-te fiquei tão aflita, senti mesmo o teu (acho que podemos chamar) terror com tudo isto, compreendo que não lhe queiras abrir a porta e compreendo também o drama de não abrires.
Nunca confies nesses 15 dias, a tua mãe já deve ter sofrido muito e sabe do que está a falar, qq coisa que decidires vais sp ouvir as palavras da tua mãe para o bem e para o mal.
Escolhe antes de ele entrar em tua casa, porque depois de ele o fazer, não consegues voltar a casa.

Outra coisa e que tal pensares também em ti neste momento tão mau q atravessas e usares isso como desculpa????

Tou de fora,não sei nada nem como encaminhar-te por mais q queira te dar a mão.

Muitos beijos e muita força para tomares a decisão

na america profunda disse...

Realmente que situaçao triste :-(
e o teu marido que diz sobre toda essa situaçao?
Imagino o teu sofrimento e o teu drama, sinceramente nao sei o que te dizer, so que penses primeiro em ti, no teu casamento e na tua saude, tu tens de ter força, fala com o teu pai ele tambem tem de compreender que tu psicologicamente nao estas bem e que ele tem de dar a volta e nao vos prejudicar, se ele fez toda a vida dele sozinho em Londres acho que Lisboa nao vai ser a soluçao, ja nao se deve adaptar.
Muitos beijinhos e muita força

na america profunda disse...

Entao rapariga do norte, como te sentes hoje??
Muitos beijinhos vai correr tudo pelo melhor

MissBlueEyes disse...

Resolvi friamente e pus os sentimentos de lado! Falei com a minha irmã, e Ela prontamente sem gagejar um segundo que seja fez-me as seguintes perguntas com direito a resposta: "Achas que Ele alguma vez faria sacrificios por nossa causa? Não! Achas que não é bom estar em casa sem trabalhar? É! Ele já nos disse que se não fosse a Mãezinha, Nós teriamos morrido à fome! Ele passou a vida dele nesta vida, ainda lhe falta 11 anos para a reforma, e sabes o que nos vai acontecer se lhe dermos uma vez nais a mão? Vamos passar a vida nisto! Eu não me esqueço quando Ele chegou com 0.70€ a Portugal o ano passado e disse, cheguei, estou sem dinheiro e vou ficar aqui 3 meses! Pois é, Eu não queria saber porque se temos a vida que temos, muito devemos a Ele, porque nunca tivemos uma família!"

E assim foi, hoje depois do jantar liguei para Ele e expliquei que não o iria ajudar com muita pena minha! Mas que não podia! Para Ele se virar da melhor maneira possivel!

Case Close!