terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Numa maternidade, os sentimentos são diferentes!!!



Não podia deixar de postar a minha opinião, em relação a Mães que tem bebés prematuros e Mulheres que tentam ser Mães e que por qualquer motivo, as gravidezes não vingam.


É desumano ao que assisti, quando a minha irmã esteve internada. Pergunto-me Eu, e de certeza milhares de pessoas, como será possível colocar todos as mulheres, no mesmo quarto com sentimentos tão diferentes. Uma Mãe que tem um bebé, está radiante, feliz, estar pela primeira vez com aquele Ser que esteve dentro da barriga longos meses, sejam eles 7, 8 ou 9 meses. E se esse bebé nascer prematuro, tem que estar na incubadora, não podendo a Mãe estar com o seu filho. Será que ninguém pensa, que se uma mulher deseja muito ter um filho, e que, se por qualquer motivo tem que ser retirados, tem que passar por um parto, nascendo o bebé morto, ou por um aborto. Que quando estão no quarto com o choro de outras crianças, aquele choro é um pesadelo, porque essas mulheres virão o seu sonho ser-lhes arrancado?


Por favor Senhores Directores dos Hospitais, ou Enfermeiros, ou Médicos, ou amigos deles que estejam a ler o meu post, passem a mensagem!


Acabem com o sofrimento destas promissoras Mães que por um motivo ou por outro, vêem o seu sonho ficar pelo caminho!

4 comentários:

Mãe Marta disse...

Não posso concordar mais. Que vi a minha primeira gravidez "normal" ser repartida com a de uma grande amiga q foi obrigada a abortar por má formação, e a saber que a minha filha nasceu meses mais tarde no mesmo quarto onde ela teve que esperar que o filho dela nascesse... com crianças como a minha à sua volta (que a fui ver!).

na america profunda disse...

Pois é, todas no mesmo quarto e com sentimentos bem diferente ... nem quero imaginar a dor que é...
beijinho
(já te enviei e-mail sua loirinha mai linda do norte :-))

Lia disse...

entendo tao bem o que dizes que nem imaginas...

chapeu de sol amarelo disse...

Os nossos hospitais podem ter excelentes profissionais mas "sensibilidade" é uma palavra que definitivamente eles não conhecem!