quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Supresa do marido.

Eu: Olá, então a que horas chegas hoje?
Ele: Amor, só por volta das 21:00, e tenho uma surpresa.
Eu: então diz lá o que é.
Ele: Não, porque é surpresa.

Eu insisti, barafustei, disse-lhe o quanto detestava surpresas, tentei de um tudo. Mas nem me passava pela cabeça que me fosse oferecer.

Chegou a casa e diz ele, cá está a surpresa, era nada mais nada menos do que a Revista da Bimby do mês de Fevereiro. Eu fiquei a olhar, mas claro que vi logo que tinha algo escondido. E ofereceu-me o Nokia. Ele sabia que eu ia adorar.


Claro que ADOREI.

Eu sempre tive uma pancada por telemóveis toda a minha vida. Tinha sempre os topos de gama da Nokia, sim porque não há outro marca que me encha as medidas. Tive o 3210, 3310, 3330, 5210, 6280, 6800, 5310 e sei lá mais quantos, recordo-me como se fosse hoje o lançamento do 6310i, custou-me 70 contos na altura, já lá vai prai 11 anos, estive uma semana à espera, aquele ecrá com luz branca enchia-me as medidas.
Comprei na altura do Natal um HTC, que até gosto, tem e-mail e facebook, e internet, tudo a velocidade da luz. Consigo ver Youtube e mais uma catrefada de coisas, que eu nem sei para que serve (longe vão os tempos em que eu era uma espert no assunto, aliás era conhecida por saber mais de telemóveis do que os próprios lojistas), mas não é Nokia...

Claro que nos últimos anos, telemóveis deixou de ser prioridade, alias achei mesmo burrice todo aquele dinheiro mal gasto. Mas era novinha e não tinha consciência.

Um I-Phone também me enchia as medidas, mas NUNCA seria capaz de gastar tanto dinheiro num telefone. Estes dias estava a falar com o maridão e a dizer-lhe que aquele telemóvel da minha querida Nokia, é que era (mas que nem pensar que custa pra cima de um balúrdio), e hoje num acordo qualquer com a TMN lá me ofereceu o Lumia. É lindo e é meu. E eu estou que nem posso para o por a trabalhar, não fosse o telemóvel vir com um cartão normal, e qual não é o meu espanto, quando só cabe um micro-SIM, e ele, querido que só ele, foi à TMN mais próxima aqui de casa tratar desse piqueno problema.

Tive 2 motorolas, sim porque aquele, Hello Moto, convenceu-me na hora, tive o fininho, e logo de seguida comprei o 3G. Mas foi sol de pouca dura, e voltei para a Nokia.

1 comentário:

na america profunda disse...

:) dia dos namorados e' quando um homem quiser hihih
beijinhos
agora toca a recompensar com muitos miminhos